18º Marcha dos Sem e ato de lançamento da campanha do plebiscito popular pela reforma política no Brasil


Por direitos e fortalecimento da democracia


Redução da jornada para 40 horas


Fim do Fator Previdenciário


10% do PIB para a educação


Negociação coletiva no setor público (Convenção 151 da OIT)


Reforma Agrária


10% do orçamento da União para a saúde


Combate à demissão imotivada (Convenção 158 da OIT)


Valorização das aposentadorias


Salário igual para trabalho igual entre homens e mulheres


Democratização da comunicação


Reforma política 


Organização: COORDENAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS RS


Os movimentos sociais, por diversas vezes este ano, foram às ruas, lutar pelos seus direitos e por democracia. Foi assim, por exemplo, no dia 11 de julho e no dia 30 de agosto,quando milhares de trabalhadores(as), em todo o país, se mobilizaram para exigir mudanças que não podem mais esperar. Foram manifestações importantes, que deixaram clara a necessidade de aprofundar as transformações que vêm acontecendo no Brasil, para melhorar a vida do povo. Estes movimentos tiveram como objetivo, pressionar os governos municipais, estaduais e nacional, e o Congresso Nacional, a atender a pauta de reivindicações dos movimentos sociais e das centrais sindicais, entregues no dia 6 de março, ao Governo Federal e ao Congresso Nacional. 


Os movimentos querem políticas públicas que melhorem o atendimento na saúde, na educação e no transporte público; que possibilitem o aumento da renda dos trabalhadores(as), com incremento na geração de empregos, manutenção e avanços nos direitos sociais e trabalhistas, com divisão mais justa da riqueza da Nação e melhorias na vida dos aposentados. Exigem, a valorização do servidor 

público e melhorias nos serviços públicos, reforma agrária, igualdade e justiça social. Para isso, é fundamental uma reforma politica que retire a presença do financiamento empresarial nos processos eleitorais. 


Nessa fase do desenvolvimento do Brasil, precisamos lutar para garantir que garanta acesso aos serviços públicos para todos e que fortaleçam a democracia. Mas estas mudanças só virão da pressão da sociedade. Assim, chamamos a todos(as) para, no dia 6 de dezembro, pegar sua bandeira, fazer seu cartaz, e vir para às ruas, somar na 18ª MARCHA DOS SEM.


Mobilizadas centrais sindicais do RS na luta, pela Valorização do Piso Regional Gaúcho, que além de melhorar a qualidade de vida daqueles que menos ganham é também um importante instrumento de fortalecimento do desenvolvimento econômico e social


Marchamos também: 


Pela Reforma Urbana Já e contra todo tipo de discriminação