A FETAG-RS participa, na manhã desta terça-feira (15), da audiência pública realizada na Assembleia Legislativa que discutiu a implantação das Instruções normativas 76 e 77, que alteram as condições de entrega do leite do produtor para a indústria.

As normativas de autoria do Ministério da Agricultura já estão em vigor desde o mês de maio, porém, as dificuldades geradas por elas acabam inviabilizando a atividade para alguns produtores devido a falta de condições necessárias para atingir os parâmetros exigidos.

Em sua fala, o presidente da FETAG-RS Carlos Joel da Silva externou a preocupação da federação com a saída de produtores da atividade leiteira. "Precisamos de ações concretas dos governos. Se os produtores abandonarem a atividade, o que já está acontecendo, o que eles irão fazer? Vão para a cidade? Qualidade do leite é fundamental, mas é preciso condições mínimas para poder cumprir as normativas".

O preço do leite também está sendo discutido. O baixo valor pago aos produtores pelo litro do leite, que não está cobrindo os custos de produção, é apontado como grande problema do setor e causador de desistência de muitas famílias para se manter na atividade leiteira.