O presidente nacional da CTB, Adilson Araújo, participou na última sexta-feira, da plenária da FETAG/RS, que reuniu todas as coordenações regionais. Adilson analisou a atual conjuntura política e econômica do país e os impactos negativos das medidas do governo na vida dos trabalhadores urbanos e rurais, sendo que o setor agricultura familiar é um dos mais prejudicados.

No plano sindical, Adilson ratificou a posição da CTB em defesa da unicidade sindical. Comparou modelo brasileiro aos de outros países, demonstrando que a chamada liberdade sindical significará o completo aniquilamento das entidades, inviabilizando esse importante instrumento de luta e mobilização que é o sindicato.

Falou também sobre a sustentação financeira dos sindicatos e federações após a reforma trabalhista e as decisões judiciais que tentam sistematicamente inviabilizar o movimento.

Ao final, pediu à direção da FETAG do RS para que leve esse debate aos sindicatos de todo o estado e, também leve para a CONTAG, para que ela exerça a devida e necessária pressão junto ao congresso Nacional, objetivando evitar mais ataques contra o movimento sindical.

O evento contou, também, com a participação do presidente estadual da CTB, Guiomar Vidor, e do tesoureiro nacional, Sérgio de Miranda.