Fabrício Loguércio, servidor público do Judiciário Federal e dirigente do SINTRAJUFE, representou a CTB-RS, no ato realizado nesta manhã, em Porto Alegre. A data foi convocada como o Dia Nacional de Luta contra a Reforma Administrativa de Guedes e Bolsonaro.

Em sua fala, Fabrício destacou o alinhamento das maldades no país, estado e capital dos gaúchos. “A reforma de Bolsonaro e Guedes é a mesma do Leite aqui do Estado e do Marchezan na prefeitura da nossa capital. Eles querem acabar com o serviço público e entregar tudo - saúde, educação, segurança, seguridade social, justiça – para a iniciativa privada. O resultado disso será a extinção de órgãos e departamentos cujos serviços serão transferidos para organizações sociais privadas e ou pela contratação generalizada de empresas terceirizadas para atuação em todos os setores”, disse.

Loguércio ainda destacou a forma como a reforma impacta a vida das pessoas. “Sabemos que, com isso, só terá atendimento quem puder pagar. A estabilidade do servidor(a) público é o que garante a continuidade do serviço público. Mas agora querem voltar ao clientelismo e apadrinhamento (anteriores aos anos 30 e a Era Vargas). Já congelaram os gastos públicos por 20 anos (EC95), rasgaram a CLT e precarizaram o trabalho com a Reforma Trabalhista. Com a Reforma da Previdência dificultaram (praticamente acabaram) com a aposentadoria. Agora apresentam essa Reforma Administrativa, para enfraquecer o Estado Nacional, reduzindo ainda mais a nossa soberania”, afirmou.