Na manhã desta terça-feira, mais uma vez as Centrais Sindicais estão reunidas, desta vez na sede da CTB-RS, para preparar a greve geral. As entidades traçaram estratégia de mobilização e adesão na capital e no interior do Estado para garantir a realização da greve geral do dia 14 de junho, contra a Reforma da Previdência, em defesa do emprego e da educação pública.

Várias categorias já definiram pela paralização, como professores estaduais, Metroviários, demais servidores estaduais, dentre outros.

Para o presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor, “a mobilização será fundamental para que possamos estancar os avanços da política de regressão social ditada pelo governo Bolsonaro”, destaca. O dirigente acredita que a adesão dos trabalhadores será grande, tendo em conta que estará em jogo o fim da aposentadoria dos brasileiros.