Na manhã de hoje (7), Centrais Sindicais se reúnem para debater a organização do Dia Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência, que acontecerá no dia 22 de março. Também foi pauta do encontro a preparação da Greve Geral.

Outro ponto tratado pelas lideranças sindicais presentes foi a organização de ações junto ao Executivo Estadual para garantir o reajuste de 8,43% no Salário Mínimo Regional. A MP 873, que tem por objetivo paralisar as entidades sindicais que hoje são a base de enfrentamento ao desmonte dos direitos sociais promovido pelo governo central, também teve a atenção dos sindicalistas.

Segundo o presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor, "o momento é de intensificarmos a mobilização dos trabalhadores e da sociedade contra esse conjunto de medidas que acabam com o direito à aposentadoria e retiram direitos históricos daqueles que produzem a riqueza do país", destacou.

As centrais ficaram de marcar nova reunião de trabalho para organizar as mobilizações do dia 22 e da Greve Geral.