Após promessa não comprida pelo governo, que afirmou protocolar até o dia 28 de fevereiro o reajuste do Mínimo Regional, as Centrais Sindicais protocolam novo pedido de audiência com o governador Eduardo Leite, para cobrar uma resposta com relação à pauta.

De acordo com Guiomar Vidor, presidente da CTB-RS, o governo faz pouco caso com algo muito sério. “Passados dois meses da promessa de encaminhamento, o governo não ter adotado postura nenhuma é algo alarmante, que mostra descaso com mais de 1,5 milhão de trabalhadores gaúchos que são atingidos pelo Mínimo”, destacou.

As lideranças sindicais apontam que, caso a reunião com o governador não seja agendada, as Centrais farão manifestação em frente ao Palácio Piratini nos próximos dias. O pedido de reajuste das Centrais foi de 8,43%.

Texto: Juliana Figueiró Ramiro