O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do sul e Região e o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul – Simecs - , assinaram a Convenção Coletiva 2019, na manhã desta terça-feira, 13 de agosto, no auditório do sindicato patronal. Na ocasião, os presidentes se manifestaram.

Em sua fala, Assis Melo, presidente do Sindicato dos Trabalhadores, considerou o reajuste razoável. “É o acordo do equilíbrio. A sensação que temos é que poderia ser um pouco mais, mas foi razoável.” Ele também ressaltou a importância da Convenção para a categoria metalúrgica. “A nossa Convenção é a nossa Constituição. Esperamos que ela seja cumprida por todas as empresas.”

Empresas precisam respeitar a Convenção

Dois temas foram acentuados pelo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos: as rescisões e as câmeras de vídeos. “As empresas não podem definir pelo trabalhador onde ele deve fazer a sua rescisão. Quem define é o trabalhador. Se as empresas continuarem insistindo em não fazer a rescisão no Sindicato, mesmo com a decisão do trabalhador de fazê-la na sua entidade de classe, isso será um fator de conflito”, assegurou Assis.


Fotos: Uliane da Rosa