O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região, Claudecir Monsani, apresentou carta de renúncia ao cargo que exercia em reunião do pleno da direção na tarde desta quarta-feira, 23 de janeiro. Em virtude disso, o pleno da direção elegeu Assis Melo como novo presidente, até o final do mandato desta direção, em 2020.

Segundo o advogado Eduardo Campos, que leu a carta de renúncia de Monsani, ela expressa a necessidade de viabilizar um caminho que fortaleça a direção, que ele classifica como “a indispensável unidade da direção para o sucesso de nossas lutas. Diante disso, me disponho a contribuir ao extremo, com minha renúncia, para a retomada de nossa união, sob uma presidência que se coloque acima das disputas e divergências”.

REFORÇAR A DIREÇÃO EM NOME DA UNIDADE PARA FORTALECER A LUTA DA CATEGORIA

Diante da renúncia, a direção do Sindicato definiu por eleger, de forma democrática entre os membros da atual direção, um novo presidente. A eleição, definida pelo pleno, teve dois candidatos: o atual vice, Adão Jovani, e o ex-presidente, Assis. Com a votação concluída, Assis Melo, atualmente membro do pleno da direção, foi eleito por maioria dos votos.

A decisão da maioria da direção baseou-se no Estatuto da entidade que prevê essa possibilidade, além de compreender que o momento exige uma direção experiente que tenha condições de enfrentar os desafios colocados para a categoria, como:

-      o arrocho salarial;
-      a terceirização;
-      e o não pagamento da insalubridade.
- Além de unificar a categoria metalúrgica em torno da luta em defesa dos seus direitos; e,
- ter no Sindicato uma direção capacitada e com força para enfrentar a reforma da Previdência e a piora na reforma trabalhista, previstas para acontecer nos próximos meses.


Texto: Clomar Porto
Foto: Uliane da Rosa