Na sexta feira, 24 de junho, o presidente da CTB RS, Guiomar Vidor, participou da reunião do Conselho de Representantes da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Empresas de Difusão Cultural e Artísticas nos estados do RS e SC, FITEDECA, na qual falou sobre a conjuntura e o que ela traz de desafios para a classe trabalhadora e sobre luta pela revogação da Reforma Trabalhista.


O presidente da FITEDECA, Edson Costa Marques, o Edinho, em sua fala de abertura, alertou os presentes sobre a importância da luta da CTB e seus sindicatos e federações filiadas para recuperar os direitos perdidos nos governos de Temer e Bolsonaro e a necessidade da construção de um novo projeto de desenvolvimento para o país.

Guiomar Vidor, em sua fala, resgatou as medidas regressivas implantadas desde o governo Temer até o atual governo, como a EC 95 que congelou investimentos em saúde, educação, segurança; as reformas trabalhista e da previdência que retiraram mais de cem direitos impondo relações de trabalho nefastas como o contrato intermitente, que não garante nem o pagamento do salário mínimo, banco de horas semestral para não pagar horas extras, liberação das demissões em massa, restrições ao acesso à justiça do trabalho, fim da ultra-atividade que garantia os direitos negociados mesmo após o vencimento de um determinado acordo coletivo, dentre outras.


Vidor ressaltou ainda que as promessas de geração de empregos com a reforma trabalhista não ocorreram. "Ao contrário, vivemos o período de maior desemprego da história do pais, com mais de 12 milhões de desempregados e em apenas 4 anos de governo Temer e Bolsonaro, o Brasil saltou de 11 milhões de pessoas que viviam na extrema pobreza para 33 milhões."



Para o presidente da CTB, há alternativa: é a unidade e a luta da classe trabalhadora que já se manifestou na CONCLAT realizada no mês de abril, em favor de uma ampla unidade dos setores democráticos para que seja possível derrotar o atual modelo de governo e construir uma nova alternativa que seja capaz de fazer com que o Brasil retome a democracia e o rumo do crescimento, através do fortalecimento da economia interna, da renda, dos empregos e com a valorização do trabalho.


A reunião do Conselho de Representante da FITEDECA-RS/SC contou com representantes dos seguintes sindicatos: SATED/RS, SATED/SC, SINDIMUS/RS, SEECERGS, SENALBA/CAX/RS, SIMMREV/SC, SELFOTO/RS-SC.

No final da Assembleia o Presidente da Fitedeca, Edison Marques recebeu do Sr. Renato Assis, Presidente da Ordem dos Músicos do Brasil/OMB o Diploma de Honra ao Mérito pelos serviços prestado em nome do Conselho Federal.

O encontro, além de tratar da prestação de contas do exercício de 2021, também fez uma homenagem ao Sr. Artur Carravetta, ex-Diretor da entidade falecido no início de junho.