A direção da FETAG apresentou hoje (27) à secretária do Meio Ambiente (SEMA), Ana Pellini, um Projeto de Reflorestamento para o Rio Grande do Sul especialmente nas áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal. A FETAG propôs à SEMA ser parceira neste programa por meio da utilização de mudas devidas por empreendedores por conta de remoções de árvores por eles executadas. Por lei, quem corta uma árvore é obrigada a replantar outras 15. “Poderemos adotar essa sistemática para que o Rio Grande do Sul recupere sua cobertura florestal de uma forma organizada e através daquele que mais contribui, que é o agricultor familiar”, garantiu Ana.

O assessor de Política Agrícola e Meio Ambiente da FETAG, Guilherme Velten Júnior, lembra que esse projeto é uma demanda desde 2015, sendo que nos dois anos seguintes foi possível avançar bastante. Velten acredita que a Federação encontrou um meio de executar esse trabalho através de agricultores familiares que tenham interesse, pois poderão aderir ao projeto via Sindicato dos Trabalhadores Rurais. “Em breve detalharemos como vai funcionar a reposição na propriedade. Todos sairão ganhando, inclusive o próprio empreendedor com passivo florestal junto à SEMA, pois receberá o certificado de quitação ambiental”, explicou.

Fonte: Assessoria de Imprensa