Na manhã desta quinta-feira, 14 de junho, ocorreu a primeira reunião de negociação entre o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos e o patronal (SIMECS) sobre a Convenção Coletiva 2018. A entidade dos trabalhadores reintegrou e justificou suas reivindicações sociais e ressaltou a importância de um reajuste justo e digno para a categoria, enquanto os empresários avaliaram as perdas do último mês devido a greve dos caminhoneiros.

“Pode ter diminuído a margem de lucro, mas não houve prejuízo. Entretanto, o trabalhador sim está no negativo. As indústrias vão fechar o semestre com índice positivo e rendendo lucro. Isso graças ao esforço, dedicação e desempenho do trabalhador e da trabalhadora que sai da sua casa todos os dias para produzir. Esses trabalhadores merecem respeito, através também de um reajuste digno”, avalia o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Claudecir Monsani.

Sobre o índice de reajuste salarial, o presidente afirma que deve ser construído na mesa de negociação. “Vamos em busca de um índice que reflita na reversão das perdas da família metalúrgica ao longo do ano.”

A data-base da categoria é 01 de junho. O Sindicato abrange as cidades de Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Nova Pádua, Garibaldi, Nova Roma do Sul e São Marcos.

A segunda rodada de negociação está agendada para a próxima terça-feira, 19 de junho, às 9 horas.

Texto e foto: Uliane da Rosa