Na final de tarde desta segunda-feira (10), centrais sindicais, movimentos sociais e estudantes estiveram reunidos para traçar os últimos ajustes da greve geral, que acontecerá no dia 14 de junho, sexta-feira, em todo o Estado.

A greve é contra a Reforma da Previdência, os cortes das verbas para educação e em defesa do emprego e dos direitos dos trabalhadores.

De acordo com Guiomar Vidor, presidente da Fecosul e CTB-RS, “o movimento terá grande adesão dos setores do transporte urbano, metrô e intermunicipais e várias categorias urbanas e rurais, além dos servidores públicos”, destacou.

No dia 14, além das mobilizações que acontecem desde cedo, em várias regiões da capital e por todo o Estado, as centrais e movimentos sociais e estudantil convocam para ato na Esquina Democrática, a partir das 17h.