Os trabalhadores e as trabalhadoras da hotelaria e gastronomia de Gramado, mesmo em período no qual ainda persiste a pandemia, conquistaram o melhor índice de reajuste salarial do RS e um dos melhores do Brasil no segmento. O acordo, que foi fechado pelo SINTRAHG após muitas reuniões de negociação junto ao setor patronal, garantiu aquilo que era a principal reivindicação da categoria: reajuste com aumento real no piso, que ficou em 12,58%, ou seja, 1,5% acima da inflação. Será pago em duas vezes: 8,86% agora e 3,72% em março de 2022. Com o índice, o valor do piso ficará R$ 1.476,17 em novembro/21 e 1.525,65 em março/22, assim aumentará em R$ 170,48, o que atinge a ampla maioria da categoria que trabalha em hotéis e restaurantes de Gramado.

Já os que ganham acima do piso tiveram o reajuste de 11,08%, que corresponde ao INPC do período. Este reajuste também será pago em duas vezes: 7% agora e 4,08% em março de 2022.

Outra conquista muito importante dessa campanha salarial foi a manutenção dos direitos da Convenção Coletiva de Trabalho pelos próximos dois anos. “Isso dá uma tranquilidade a mais para a categoria em um momento em que a classe trabalhadora sofre muitos ataques nas suas conquistas, tanto por parte dos governos como por parte do empresariado”, assinalou o presidente do Sintrahg, Rodrigo Callais.

Todos os direitos também foram reajustados com base no índice de 11,08%, como o auxílio-creche e auxílio-educação, que é a ajuda de custo para material escolar. Outro direito que teve reajuste foi o abono qualificação profissional, este que corresponde a 12,5% do piso da categoria.

Uma novidade é que a partir de agora o salário sempre será pago até o dia 05 de cada mês. No caso do dia 05 cair em final de semana ou feriado, será pago no próximo dia útil. Anteriormente o salário podia ser pago até o 5º dia útil do mês.

O adicional por tempo de serviço agora ficará unificado como base em triênios, ou seja, a cada três anos consecutivos na mesma empresa, o trabalhador terá direito a um acréscimo de 3% no seu salário. Para quem já recebe anuênio e quinquênio, os valores ficam mantidos, passando a ser triênio a partir de agora.

LUTA PELA VALORIZAÇÃO CONTINUA

Para Rodrigo Callais, o resultado da campanha salarial deste ano foi bastante positivo tendo em vista que a negociação ocorreu ainda em período marcado pela crise da pandemia. O reajuste no piso foi o item mais votado na pesquisa realizada pelo Sintrahg em meados de setembro, quando o Sindicato se preparava para iniciar as negociações.

“Sabemos que a nossa categoria foi uma das mais penalizadas com a crise sanitária e a falta de ajuda do governo, por isso merece a recomposição de tudo o que perdeu nestes últimos anos. Por isso consideramos que o reajuste alcançado neste ano foi o melhor possível para este momento. Mas temos que seguir lutando juntos pela valorização no padrão de Gramado, como diz o slogan da nossa campanha”, disse.

Callais acrescentou que os indicadores mostram que haverá uma retomada na economia, em especial no setor do turismo, o que é natural com a diminuição do impacto da pandemia. Mas alerta que os salários seguem muito baixos diante da inflação galopante dos últimos meses.

“As perspectivas para o final do ano em Gramado e na região são extremamente positivas. Nós, do Sintrahg, seguiremos mobilizados para que isso seja revertido em mais renda, mais empregos e melhores condições de trabalho para nossa categoria. Nossa luta não para!”, completou.

SEGUIR LUTANDO PARA ACABAR COM AS DESIGUALDADES

Vamos seguir na luta, ao lado da CTB e dos movimentos sociais, em defesa da vida, com a ampla vacinação, a defesa do SUS, e para que tenhamos uma frente ampla no Brasil para o nosso país retomar o caminho do desenvolvimento com valorização do trabalho, recuperar os direitos perdidos na nefasta reforma trabalhista e na reforma da previdência, recuperar os empregos e derrotar o entreguismo e o negacionismo que tanto mal vêm gerando ao nosso povo.

COMO FICARAM OS VALORES:

PISO DA CATEGORIA: R$ 1.476,17 em novembro/21 e 1.525,65 em março/22.
REAJUSTE NOS DEMAIS SALÁRIOS: 7% em novembro/21 e 4,08% em março/22, totalizando 11,08%.
SALÁRIO DE INGRESSO/PERÍODO DE EXPERIÊNCIA: R$ 1.253,89 em novembro/21 e 1.296,80 em março/22.
SALÁRIOS ACIMA DE R$ 4 MIL: 7% em novembro/21, e 2,04% em março/22 e 2,04% em maio/22, totalizando 11,08%.
AUXÍLIO-CRECHE: R$ 109,17
AUXÍLIO-EDUCAÇÃO: R$ 121,30
ABONO QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL: 12,5% sobre o piso