Ex-deputado Heron Oliveira recebeu, nesta segunda-feira, apoio para permanecer na na Superintendência Regional do Trabalho.

O Superintendente Regional do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego no Rio Grande do Sul, ex-deputado Heron Oliveira, recebeu nesta segunda-feira (21/5), o presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RS), Guiomar Vidor.


Estiveram presentes no encontro o presidente do SEAACOM, José Providel, o presidente da Federação dos Empregados em Hotelaria, Agapito Pereira, o presidente do Sindicato dos Desenhistas, José Flori, a diretora do SEAACOM, Cristina Colombo, o Coordenador da Região Sul da Fecosul, Gabriel Gonçalves, o Coordenador da Região Metropolitana da CTB-RS, Djeison Neves, o vice-presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Alegrete, João Procópio Silva e Antônio Machado, da Fecosul.


“Em nome das entidades filiadas à CTB-RS viemos tornar público o nosso apoio a sua permanência na Superintendência. Vamos encaminhar documento ao Ministro do Trabalho, Brizola Neto, onde constarão as assinaturas das Federações e Sindicatos ligados à CTB-RS, a fim de expressar a nossa solidariedade e o desejo de que seja dada continuidade ao trabalho tão atuante à frente da Superintendência, junto às centrais sindicais”, assegurou Guiomar Vidor. 


O presidente da CTB-RS manifestou também a esperança de que Brizola Neto recupere a força do Ministério. “Temos constatado que há 20 anos o Ministério do Trabalho e Emprego sofre um processo de esvaziamento, mesmo nos governos de Lula e Dilma. Isso tem nos preocupado. O Ministério precisa ser fortalecido porque é instrumento para traçar políticas públicas de geração de emprego. Mas constatamos que tem sido excluído de muitas questões essenciais como a geração de emprego e a qualificação profissional, que deveriam ser intrínsecas ao MTE”, disse.


O presidente do Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos no Comércio do Estado do Rio Grande do Sul, José Francisco Providel, justificou a presença de vários integrantes da SEEACOM nessa manifestação. “O nosso voto pela sua permanência se deve a seriedade e ao respeito com que temos sido tratados durante sua gestão à frente da Superintendência”, destacou.


Político experiente, tendo sido deputado em três legislaturas (como suplente, assumiu em 1991 e 1993, tendo sido eleito na 49ª Legislatura, entre 1995 e 1999), Heron Oliveira admitiu estar emocionado com a série de apoios recebidos para permanecer na Superintendência Regional do Trabalho.


“Desde que assumi, em 2007, procuro ter uma conduta republicana, de construção, de trazer forças antagônicas, pessoas que nunca se falavam e passaram a conviver depois de reuni-las e promover o diálogo. Para mim, o mundo é mediação, especialmente no Brasil”, disse.


“Independentemente do que for decido pelo Ministro do Trabalho, é uma consagração receber o apoio das centrais sindicais, seja pessoalmente ou em forma de documento. Meu objetivo sempre foi harmonizar as relações com os trabalhadores e vou ser assim sempre. É uma questão de princípio”, assegurou Heron Oliveira. “Considero essa solidariedade da CTB-RS, Federações e Sindicatos pela minha permanência como um dos presentes mais bonitos que já recebi na vida”, agradeceu o Superintendente Regional do Ministério do Trabalho e Emprego.