Diretoria se reuniu e tratou das prioridades para o segundo semestre de 2012.

Na manhã desta terça-feira (24/7), a diretoria da Central dos Trabalhadores e trabalhadoras do Brasil (CTB-RS) se reuniu a fim de tratar sobre importantes assuntos relevantes ao segundo semestre. A reunião contou com a presença do presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor, do primeiro vice-presidente, Sérgio de Miranda, da segunda vice, Jaqueline Diesnstmann, do secretário de Finanças, Júlio da Luz, da secretária da Mulher, Lenir Fanton, do secretário da Saúde, José Flori Prestes, da secretária de Políticas Sociais, Izane Mathos, do representante do SEAACOM, Gabriel Gonçalves, do diretor efetivo, Daniel Alvarenga, do economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Ricardo Franzoi e do vice-presidente nacional da CTB, atual deputado federal, Vicente Selistre.


A diretoria debateu sobre os possíveis reflexos que a economia do Rio Grande do Sul pode sofrer com a crise mundial e a conjuntura econômica do Estado. Franzoi explicou que as medidas adotadas pelo Governo Federal, no final de 2010, de cortar o orçamento em 50 bilhões e aumentar a taxa de juros não surtiram o mesmo efeito que o que foi sentido no final de 2009. “Uma das justificativas para isso é que o mercado interno tem um limite, pois ao comprar crédito as pessoas acabam se endividando e, depois disso, precisam terminar de pagar aquilo que compraram para voltar a consumir”, explicou. Apesar dessa afirmação, o economista assegurou a todos que o Brasil não está vivendo uma crise, apenas passa por momentos difíceis que estão sendo controlados.


O economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Ricardo Franzoi, falou sobre a situação financeira no Brasil.


Além da questão econômica foram traçadas prioridades para o segundo semestre. Como principal objetivo de luta estadual estará a questão do salário mínimo regional. “Essa é uma das bandeiras que expôs a CTB desde o seu início, então temos que seguir nessa luta mesmo durante esse momento eleitoral que estamos entrando”, defendeu o vice-presidente da CTB-RS, Sérgio de Miranda. Já no âmbito nacional, o fator previdenciário receberá uma dedicação especial da CTB-RS. “Vamos com força total para resolver essa questão de uma vez por todas”, enfatizou o presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor. Para essa empreitada, que deverá ser debatida no Congresso Nacional, será imprescindível a representação do deputado federal, Vicente Selistre, que se colocou a disposição para tratar do tema dentro da Câmara dos Deputados.


Aline Vargas - CTB-RS