Mais de 1,2 mil jovens participaram da Marcha em busca de melhores condições de vida no campo.

Mais de 1,2 mil jovens ligados aos 352 Sindicatos dos Trabalhadores Rurais da Fetag estiveram em Porto Alegre nesta quinta-feira (19/7) para participar da III Marcha Estadual da Juventude Rural, promovida pela Federação e pela Comissão Estadual de Jovens Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, com apoio do Sescoop e Senar. Acesso à terra, inclusão digital, educação rural, profissionalização, geração de renda, cooperativismo, irrigação, infraestrutura, saúde, cultura, esporte e políticas públicas foram os motivos que levaram a juventude rural a marchar por mais de dois quilômetros pelas ruas do centro da cidade. O governador Tarso Genro, por volta das 16h, recebeu a direção da Fetag e integrantes da Comissão e garantiu que dentro de 30 dias dará respostas concretas às reivindicações. Inclusive subiu no carro de som para reafirmar tal compromisso e ficou satisfeito em saber que aqueles jovens que ali estavam reivindicando querem permanecer no meio rural.


O presidente da Fetag, Elton Weber, fez uma avaliação bastante positiva da III Marcha Estadual da Juventude Rural, iniciando pela participação das regionais, dos jovens e dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais. Ele creditou o sucesso do evento, também, pela discussão anteriormente de todos os temas de pauta, que forem entregues durante a semana às autoridades.


Weber destacou a recepção do governo às reivindicações e que irá cumprir um cronograma estabelecido pelo governador Tarso Genro. “A nossa juventude mostrou à sociedade que quer ficar no campo, bem como a pauta foi positiva por parte dos dois governos e vamos continuar com as negociações para ampliar as conquistas”, justificou.


Presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor, participou da mesa de abertura da III Marcha Estadual da Juventude Rural.


A 1ª secretária da Fetag e coordenadora estadual da juventude rural, Josiane Einloft, a exemplo do presidente Weber, igualmente festejou os primeiros resultados alcançados com a Marcha, tanto em termos de repercussão dos jovens que participaram – a mídia deu grande espaço – e os governos do Estado e federal. Ela ressaltou a participação do superintendente do Incra, Roberto Ramos, em toda a caminhada. “Podemos considerar como fundamental a Marcha e esses são os espaços importantes que temos que aproveitar. Percebemos, mais uma vez, que só colocando os agricultores na rua é que chamamos a atenção da sociedade para valorizar o jovem do meio rural. Da mesma forma foram positivas as audiências, com a Comissão de Jovens fazendo um papel importante”, observou.


Na segunda-feira, dia 23, o governo do Estado já convocou a Fetag para participar de um evento no Palácio Piratini para fazer a entrega da pauta ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Fetag-RS