Guiomar Vidor: É fundamental fiscalizar as relações no trabalho e manter uma relação que dignifique nossos trabalhadores.


O 30º Superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Estado do Rio Grande do Sul, Cláudio Luis Corrêa da Silva, tomou posse na manhã de 11/6. Nomeado pelo ministro do Trabalho, Brizola Neto, conforme portaria publicada no Diário Oficial da União, em 28/5, Cláudio Corrêa, que é diretor do Sindicato dos Comerciários de Porto Alegre e filiado ao PDT, substitui o ex-deputado Heron Oliveira, também do PDT, que comandava a SRTE desde 2007.


A posse do novo Superintendente foi prestigiada por alguns dos principais dirigentes de seu partido, entre eles o ex-governador Alceu Collares, o deputado federal Giovani Cherini, o secretário de Estado do Trabalho e Ação Social, Luis Augusto Lara, o secretário de Estado do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Afonso Motta e a deputada estadual Juliana Brizola, irmã do ministro do Trabalho. Todos do PDT.


O auditório da Superintendência estava lotado. O presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RS), Guiomar Vidor, fez parte da mesa de autoridades e, ao saudar o novo titular, destacou a presença das mulheres trabalhadoras no ato e ressaltou a importância de que o Ministério do Trabalho recupere o protagonismo perdido nos últimos anos.


“O novo ministro tem grandes desafios, uma vez que seu Ministério vinha sendo desestruturado e perdeu grande parte de suas atribuições históricas e necessárias para que, de fato, nós tenhamos um projeto nacional de desenvolvimento e como centralidade a valorização do trabalho em nosso país. Essa Pasta foi sucateada e esvaziada, tendo sido retiradas as atividades essenciais relacionadas à geração de empregos, quando se sabe que o desenvolvimento econômico está ligado a eles”, destacou Guiomar Vidor.


“Aqui também nós temos essa dificuldade, por mais boa vontade que a Superintendência regional demonstrou nos últimos anos pela dedicação de seus funcionários. Meus votos são que o novo superintendente e seu quadro funcional, mesmo com todas as dificuldades, consigam cumprir com o papel fundamental que é fiscalizar as relações no trabalho e manter uma relação que dignifique nossos trabalhadores”, desejou o presidente da CTB-RS.


Em resposta, o novo superintendente discursou.


“Afirmo aqui o meu empenho em fortalecer o papel regulador do Ministério do Trabalho em defesa da legalidade, mas com parceria para o desenvolvimento com justiça social. É importante destacar a companhia das lideranças dos movimentos sociais, parceiros da mobilização para a vigência de melhores condições de vida aos trabalhadores. Saúdo as autoridades e a sociedade civil integradas em uma nova realidade social, econômica e política para o Rio Grande do Sul e para o Brasil. Também afirmo aqui minha total sintonia com o ministro Brizola Neto, que assumiu com total apoio da presidenta Dilma Rousseff. Vivemos um novo momento no país, de pleno emprego e desenvolvimento econômico, no qual os trabalhadores têm um papel fundamental, não apenas como mão de obra ou consumidores”.


“Na presença das centrais sindicais, faço questão de lembrar o protagonismo que elas tiveram no enfrentamento da crise econômica, pela apresentação de propostas para o fortalecimento do mercado interno, com redução dos impostos e dos juros. Em sua posse, Brizola Neto destacou a necessidade do resgate do papel do Ministério do Trabalho, que promova a presença reguladora do Estado, mas que também participe da formulação e implementação de políticas econômicas e sociais. Reafirmo meu compromisso com essas lutas e, ao mesmo tempo, quero convocar todos os segmentos da sociedade gaúcha para integrar-se na mobilização pelo desenvolvimento do Rio Grande do Sul e do Brasil. Convoco a todos para a união em torno de uma ampla campanha em defesa dos trabalhadores. Quem constrói o Brasil merece viver com dignidade, condições adequadas de trabalho, tendo salários justos e direitos sociais respeitados, qualificação profissional e educação de qualidade, enfim, viver com trabalho decente”, finalizou o novo superintendente da STRE, Cláudio Corrêa.
O novo superintendente, Cláudio Corrêa, recebe o documento de posse assinado pelo Ministro do Trabalho, Brizola Neto.